Os lugares mais quentes do inferno são destinados aos que, em tempo de grandes crises, se mantêm neutros. Dante Alighieri
comentar
publicado por fb, em 29.01.09 às 21:55link do post | favorito

Arrastamo-nos e afundamo-nos cada vez mais nos lodaçais mal cheirosos e peganhentos. A justiça é manipulada pela comunicação social e pelos grupos de interesses que estão por detrás deles.

 

Hoje atingimos a subterrâniedade máxima: o "Jornal" Público e o seu inenarrável director, arrastaram, pelas ruas, à frente da populaça, o cadáver de um homem. Como nos tempos da Inquisição - perdão do Tribunal do Santo Ofício -, como em Mogadíscio foram arrastados os cadáveres dos soldados americanos. O gozo era tão evidente que escorria da primeira página do "jornal" da SONAE a baba viscosa do carrasco. A TVI, a beata, berrava, com a lascívia dos diáconos, que o Procurador Geral da República era um mentiroso. Só porque este, timidamente, tinha atirado uma pequena bóia para o meio do pantanal.

 

Aqui, como em todo o lado, ser ou não ser eis a questão!


comentar
publicado por fb, em 25.01.09 às 23:23link do post | favorito

Lá para os lados da oposição está tudo em pulgas para comentar o caso Freeport. Se não falam ainda acabam por explodir. O primeiro, tem pouco a perder, a pôr a boca no trombone foi o Bloco de Esquerda. Para dar a sensação que não fala do que fala, atirou-se aos PIN e ao licenciamento de há 7 anos. Com estoicidade aguentou-se e não falou de nepotismo. Era lindo Sócrates e os Borgia...

A Manuela tem medo. Medo do contrataque. É que o PS tem gente dentro do BPN e nunca se  sabe o que para lá estará a fermentar. E ainda há as negociatas do City.

O Portas tem os submarinos e os sobreiro de Santo Estêvão. Estará calado que nem um pepino.

Mais inteligente, o PCP, vai dizendo que não fala no assunto e assiste deliciado ao lume brando que queima mais que o impetuoso maçarico dos sound byte. É a mesma estratégia da luta dos professores. Porque parou Nogueira a luta em 2008 depois da mega manifestação? Porque a ministra estava por um fio e cairia com o próximo sopro. Era preciso deixar arrastar a luta. O lume brando é a sua arma silenciosa. É e não é. Mata mas não se compromete.

 

Se o homem chegar a cadáver, então será o regabofe. Todos rasgarão os tecidos em decomposição repartindo os despojos a coice. Todos terão a ganhar.

sinto-me:
música: todos os patinhos sabem bem nadar

comentar
publicado por fb, em 23.01.09 às 14:22link do post | favorito

O "caso freeport" é um autêntico afunda jornais. Em 2005, foi o Independente que trouxe o assunto para a ordem do dia. Desapareceu pouco tempo depois. Agora, em 2009, é o semanário O Sol que faz reemergir a negociata. Parece que lá vai ele parar às mãos dos incorruptíveis negócios angolanos. Ou seja, desaparecer tal qual é. Ou julgam que os angolanos têm os golpes de cintura de Sócrates?

 

 

sinto-me:
música: Era uma casa muito engraçada...

mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar
 
blogs SAPO